Total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Poema sensitivo

Para Stanley Kubrick

É preciso desligar-se do tempo -
grilhão de ponteiros atados ao centro
pontuando pacientes a espera
do que se repete indistintamente.

É preciso abrir a percepção às cores -
chaves, cada uma delas,
de portas misteriosas que
só podem abrir, mas nunca fechar.

É preciso ouvir o silêncio -
que está inscrito na cidade tomada pelas jornadas
que permeia as sinfonias, as tantas odes à alegria,
e que guarda em si horror indescritível da vida.
    

Nenhum comentário :