Total de visualizações de página

sábado, 14 de setembro de 2013

Na menoridade

No dia do pleno horror,
da desesperança completa,
da menoridade absoluta -
em que um só homem terá escolhido por todos os outros,
mas já os terá abandonado imersos no caos -

então aprenderemos o valor
dos animais abandonados
dos doentes encarcerados
e de toda a sorte de excluídos e de desequilibrados,
porque eles é que saberão ensinar
como se escolhe a liberdade.

  

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Poema sensitivo

Para Stanley Kubrick

É preciso desligar-se do tempo -
grilhão de ponteiros atados ao centro
pontuando pacientes a espera
do que se repete indistintamente.

É preciso abrir a percepção às cores -
chaves, cada uma delas,
de portas misteriosas que
só podem abrir, mas nunca fechar.

É preciso ouvir o silêncio -
que está inscrito na cidade tomada pelas jornadas
que permeia as sinfonias, as tantas odes à alegria,
e que guarda em si horror indescritível da vida.